Será que fomos todos enganados?



O que acontece quando uma pessoa mesquinha, egoísta, imatura passa a ter dinheiro? O que acontece quando uma pessoa com bons princípios e caráter passa a ter dinheiro?

Esse é um paradigma que eventualmente precisamos quebrar em nossa mente, pois muitos de nós tem a crença de que o dinheiro corrompe as pessoas. Na minha concepção dinheiro não corrompe as pessoas. O dinheiro simplesmente exerce a função de dar poder ao indivíduo e este por sua vez passa a demonstrar ao mundo o que ele já é. Logo uma pessoa que é mesquinho ele vai continuar sendo mesquinho, porém agora com maior abrangência. Por outro lado, quem tem caráter vai continuar tendo caráter, porém também com maior abrangência.

Vivemos um problema em nossa sociedade que se iniciou a alguns anos com a revolução industrial. As pessoas criaram hábitos e percepções que fizeram com que muitos de nós tivéssemos uma noção de sucesso um tanto quanto equivocada em relação à vida.

O plano que nos foi apresentado no passado já não funciona mais. Você, leitor pode estar se perguntando: mas que plano é este? O plano de que se estudássemos, conseguíssemos um bom emprego ficaria tudo bem em nossa vida. Porém há uma lacuna que não foi preenchida nessa trajetória que tem muito a ver com o seu propósito de vida.

Já percebeu que somos obrigados a tomar sérias decisões quando ainda somos muito jovens? Tais decisões podem impactar todo o restante de nossas vidas e não temos maturidade suficiente e tampouco pessoas preparadas para nos auxiliar nesse processo. Neste ponto há três caminhos diante de nós.

O primeiro é a pessoa que acostuma com isso e cai vivendo a máxima: deixa a vida me levar...

O segundo é a pessoa que não gosta da vida que leva, porém não sabe como dar o primeiro passo para sair desse ritmo de vida que acaba se tornando um espiral de sofrimento a médio, longo prazo.

O terceiro são os verdadeiros inconformados que estão dispostos a transicionar toda a vida em prol da rota da descoberta do real propósito de vida ao qual nasceram para ser. Eu percebo que pessoas nesse estágio de vida estão dispostas a abrir mão de muita coisa para sentirem que estão realmente vivendo.

Acredito ainda que todo ser humano em algum momento passa por esses três estágios de vida. Não é previsível o momento que cada ser humano passará por isso. O fato é que em algum momento todos precisam parar e fazer uma reflexão de vida e se questionar: de que adianta fazer o que estou fazendo sem um real propósito para me guiar?

O fato é que o que bloqueia muitas pessoas de viverem o que realmente foram criadas para viver é a condição financeira. Muitas pessoas não se dão conta que estão vivendo uma verdadeira escravidão quando todos os dias acordam para trabalhar, passa 12 horas por conta da empresa e no final das contas, quando tudo chegar ao fim, vão ter que depender de parentes, amigos e filhos para se sustentar. Essa é a triste realidade de 96% dos aposentados atuais do ano de 2020 no Brasil e esse é um número que tende a crescer mais.

A filosofia que defendo é que cada pessoa precisa se sustentar de alguma forma. O empoderamento financeiro acontece quando as pessoas conhecem minimamente a ponto de tomar suas próprias decisões, o mundo das finanças pessoais, investimentos e trabalham continuamente na construção de um mindset na busca do que eu chamo de estabilidade financeira.

Quando saí deste sistema que chega a ser imposto que vivamos, resolvi ajudar as pessoas a terem mais empoderamento financeiro através de mentorias, treinamentos, palestras, workshops, masterclass e também das redes sociais que alimento continuamente com conteúdos gratuitos.

Meu objetivo é alcançar 1.000.000 de pessoas até 2025 e de alguma forma participar da transformação do mindset financeiro dessas pessoas.

Entendo que este é um trabalho de libertação e que no final do dia, ao temos pessoas empoderadas para tomar suas próprias decisões, temos uma maior geração de riqueza e a criação do ciclo de abundância em nossa sociedade.

Como as pessoas podem se tornar mais empoderadas financeiramente? Há várias formas, porém a que vejo que tem maior nível de democracia é através dos investimentos no mercado financeiro. Não estou falando de especulação, estou me referindo aqui a investimentos consistentes conforme descrito por Benhamin Graham que foi o mentor de um dos homens mais ricos do mundo na atualidade> Warren Buffett. Ele define investimentos como uma operação que depois de uma análise profunda promete um retorno justo do capital e segurança do principal.

Quando o pequeno investidor tem uma estratégia de investimento e se baseia nesta filosofia para tomar suas próprias decisões, o que acontece no longo prazo é um aumento do seu patrimônio exponencialmente. Isso, em determinado momento, faz com que a pessoa não tenha mais que depender de ninguém para tomar suas próprias decisões. Pois existe uma coisa maravilhosa quando se investe para o longo prazo que se chama renda passiva. Que é a renda que vem até você sem você ter que trabalhar ativamente.

Não tenho dúvidas que ao longo dessa leitura você quis saber mais sobre isso não é mesmo?

Então sugiro me seguir nas redes sociais e conhecer meu trabalho.


Conheça nosso site: https://www.engenhariadosinvestimentos.com/

Instagram: https://www.instagram.com/engenhariadosinvestimentos/

YouTube: https://www.youtube.com/channel/UCDtuafn6mP01mPQQTdFAeCA?view_as=subscriber

Twitter: https://twitter.com/ArlindoSaulo?s=09

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo